• O preservativo é uma proteção eficaz contra uma infeção?

    Salvo se sair ou se se romper, o preservativo oferece uma proteção excelente contra a infeção pelo VIH, no caso da penetração. Quando comprar ou usar um preservativo deve ter os seguintes pontos em consideração:
    – Tamanho adequado (existem vários tamanhos disponíveis);
    – Guardá-lo conforme as recomendações do produto e ter em atenção a data de validade;
    – Abrir a embalagem com cuidado;
    – Desenrolá-lo conforme as instruções;
    – Se utilizar gel lubrificante, use exclusivamente os que forem hidrossolúveis ou à base de silicone. Não utilizar em nenhum caso substâncias gordurosas como a vaselina, loções corporais, a manteiga, óleos, etc;
    – Segurar bem o preservativo quando o retirar do pénis.

    A rutura ou a deslocação do preservativo são os únicos riscos do uso de preservativos certificados e devem-se, na sua maioria, a um mau uso dos mesmos.

  • Qual é o risco de transmissão de VIH quando preservativo se rompe ou se desloca?

    Quando um preservativo se rompe ou se desloca durante as relações sexuais, deixa de oferecer proteção. O risco de infeção é, nesse momento, igual ao de não estar a usar o preservativo.

    A rutura ou deslocação de preservativos certificados deve-se na maioria dos casos ao seu mau uso. Deve-se ter especial atenção ao local onde se guarda o preservativo, à forma como se abre e à sua colocação. Não deve utilizar lubrificantes à base de gorduras e deve segurar o preservativo firmemente contra o pénis no momento de retirar.

  • Quero que o meu parceiro use o preservativo. Como me posso impor?

    Diga frontalmente ao seu parceiro que não terá relações sexuais com ele sem preservativo. Não espere que a excitação esteja no auge. Quem poderá assegurar-se da sua proteção melhor que você mesmo?

    Se o seu parceiro recusa usar o preservativo, pode sempre dizer NÃO. Para impor o uso do preservativo é necessário ter coragem e segurança.

  • No momento de colocar o preservativo, perco a ereção. Que devo fazer?

    Talvez faça parte do grupo de homens que encaram o preservativo como inibidor do prazer. Ou então tem receio de não ter ereção. Qualquer que seja o motivo, só o preservativo oferece proteção eficaz contra uma infeção pelo VIH.

    Descubra o lado lúdico do preservativo: pode treinar a utilização. A colocação trivial do preservativo pode tornar-se num elemento erótico dos preliminares. Escolha o que mais lhe convém, mas certifique-se da sua qualidade e bom estado.

  • Sou alérgico/a ao preservativo. Que devo fazer?

    Os preservativos disponíveis em Portugal são geralmente de borracha natural (latex). Se sabe que é alérgico ao latex ou se receia sê-lo (queimaduras, dores locais…), pode utilizar um preservativo em poliuretano. Existem também preservativos femininos sem latex. Informe-se numa loja especializada em preservativos ou numa farmácia. Aguarde que os sintomas de uma eventual hipersensibilidade ao latex desapareçam antes de começar a utilizar os de poliuretano.

    Talvez a sua alergia não seja ao latex. Cerca de 90% das reacções alérgicas de ordem genital devem-se a preservativos impregnados em espermicida, que contêm a substância Nonoxynol 9. O silicone presente em alguns lubrificantes, pode também trazer problemas. Recomendamos que despiste com o seu médico a causa real da sua alergia.